Thursday, April 08, 2010

"Cidade Maravilhosa"

Um presidente ignorante. Um governador ignorante. Um prefeito ignorante. Povo Ignorante. Rede Globo. Equação perfeita para uma tragédia.
O Rio de Janeiro há algum tempo estava fadado a uma catástrofe deste naipe.
Qualquer cidadão, em tese, consegue perceber que a "Cidade Maravilhosa" encontra-se em estado de ebulição em todos os sentidos.
É notório que a violência no Rio está sem controle, bem como a ocupação urbana.
Verificamos diariamente, casos de latrocínio, guerra entre cartéis do tráfico, helicóptero da polícia atingido, contudo, este problema só entra em discussão quando algum "famoso" é alvejado por uma bala. Noutra esfera, vivenciamos, dia a dia, a construção de novas comunidades, novos barracos, o aumento da densidade demográfica nestes grandes centros, porém este problema só entra em voga quando temos a ajuda do tempo, ou seja, a chuva.
Todo mundo sabia, desde Lula até o Sergio Cabral e Jorge Roberto Silveira, que aqueles casebres, construídos sem nenhum respaldo dos órgãos fiscalizadores, alguns até em cima de um "lixão", corriam risco de desabar a qualquer momento, mas percebe-se que estes "agentes públicos" estavam mais preocupados com o processo eletivo das Olimpíadas e da Copa do Mundo.
Quando eleita para sediar os dois eventos, feriado municipal fora decretado e a "cariocada" toda foi à rua comemorar.
Comemorar o que?
Por influência da Rede Globo, com seu sensacionalismo barato, o povo brasileiro, em especial o carioca, tem o hábito de achar que esta "tudo bem", que não temos problema algum a ser resolvido, em outras palavras abra-se a cerveja, coloca-se a sunga, vai-se a praia. Que venha as Olimpíadas e a Copa do Mundo "mermão"!!!
Ledo engano, enquanto os familiares contam os números de mortos, que já chegam a 175, estes "agentes públicos" contam os números das verbas que serão "aplicadas" nestes dois espetáculos esportivos. Lembrando que agora, com ajuda da chuva, eles também passaram a contar os números das verbas que serão "aplicadas" na reconstrução da cidade.
Povo burro.
Que venha as Olimpíadas e a Copa do Mundo, até porque estamos preparadíssimos para estes dois eventos, principalmente os cariocas...

7 comments:

edu said...
This comment has been removed by the author.
ed said...

Levando em contra a geologia do local, jamais deveriam retirar a vegetação para substituir por qualquer tipo de habitação, a negligência por parte do governo que simplesmente "depositou" no lixo vidas e sonhos utilizando novamente medidas paliativas. Vamos votar com consciência evitando assim que a corrupção perdure e que todos os impostos, que não são poucos, sejam destinados a projetos eficientes e eficazes.

Anonymous said...

É um absurdo mesmo esta Rede Globo e seus "telespectadores" ignorantes.

Bruno Carriço de Oliveira said...

Parabéns pelo artigo!

Em trecho de cartilha denominada "Plano de ação integrada para enfrentamento dos problemas verificados na ocupação do solo, por conta do seu parcelamento mediante loteamento e desmembramento irregulares e clandestinos" (Florianópolis, 2002)*, o Promotor de Justiça do Estado de Santa Catarina Carlos Eduardo A. Sá Fortes sugere uma atuação conjunta em 3 direções:

- a primeira, de natureza preventiva e educativa, através dos meios de Comunicação social;
- a segunda, de caráter preventivo e punitivo, pela via de atuação da Administração Municipal em parceria com o Ministério Público e, também, entes privados que, direta e indiretamente, estão ligados à questão da ocupação do solo;
- a terceira, pela via Judicial, na esfera civil e criminal nos casos insuscetíveis à legalização da ocupação do solo e nas hipóteses de sua clandestinidade.

Tais ações certamente evitariam que muitas pessoas - incluídas aquelas instruídas e/ou de classe social alta - fixassem moradia em locais inapropriados para tanto. No entanto, exigiriam investimentos a longo prazo. A curto prazo, resta-nos exercer melhor nosso direito/dever/poder do voto.

* A cartilha completa consta ao final do meu trabalho de conclusão de curso (Anexo E), cujo download pode ser feito acessando o endereço eletrônico http://biblioteca.cesusc.edu.br/asp/download.asp?codigo=2253&iIndexSrv=1&iUsuario=0. Para aprofundamento do tema, recomendo também a leitura da matéria especial da edição de fevereiro/2010 do Jornal Ilha Capital, disponível em http://www.ilhacap.com.br/, além da matéria de Capa da Revista Veja de 14 de abril de 2010 (páginas 66 e seguintes).

Betinho said...

http://elisetexns.blogspot.com/2010/04/arnaldo-jabor-fala-sobre-tragedia-das.html

Comentário de Arnaldo Jabor

Dante said...

Assino com o relator. Não tinha lido esse artigo, apesar de antigo, mas atualíssimo a cada dia que passa.
Que pena que somos mesmo um povo burro e sem vergonha.
Parabéns!

Marilia Beduschi said...

Advogo na área de família e posso afirmar q muitos relacionamentos terminam pela própria independência da mulher! Infelizmente, muitos homens ainda buscam a mulher perfeita e disponível, corpos esculturais e excelentes mães. Enquanto a busca pelo homem cobtinuar sendo essa, continuaremos estagnados no sistema mencionado acima! Interessante seria fazer um artigo quanto a independência masculina quanto aos estereótipos impostos pela sociedade a ele no quesito mulher!